noites ritual rock - jardins do palácio de cristal, porto - 28.08.09

18ª edição do festival Noites Ritual Rock, nos Jardins do Palácio de Cristal, Porto.
Primeiro dia, 28: One Man Hand, Foge Foge Bandido, Noiserv, Dead Combo, Peltzer e Deolinda.

One Man Hand




A abrir a décima oitava edição das Noites Ritual Rock, no palco secundário: One Man Hand. Um projecto de Esmoriz, constituído apenas por Steve França, sendo ele quem trata da voz, da guitarra, da bateria, do kazoo e da harmónica. Tocou vinte e cinco minutos. Contando com Xinas no contrabaixo, no último tema deste concerto.




Foge Foge Bandido




Foge Foge Bandido, na abertura do palco principal. Este novo projecto de Manel Cruz teve direito a quarenta minutos. O músico do Porto, acompanhado por mais quatro músicos, apresentou alguns temas presentes em "O Amor dá-me tesão" e "Não fui eu que estraguei".





Noiserv




O terceiro concerto da noite ficou a cargo de Noiserv. No palco secundário David Santos tocou durante cerca de vinte e cinco minutos. David fica entregue a muitos instrumentos: voz, guitarra, melódica, megafone, xilofone, entre outros. O músico de Lisboa contou com a sua prima Diana Mascaranhas, que faz a ilustração em tempo real, criando um local imaginário pelo qual David navega consoante toca as suas canções.

vídeo:
"Consolation Prize"




Dead Combo




Segundo concerto do palco principal, quarto da noite: Dead Combo. A banda de Lisboa constituída por Tó Trips (guitarra) e Pedro Gonçalves (contrabaixo, guitarra, melódica, kazzoo), tocou durante cerca de cinquenta minutos. Contam já com quatro trabalhos discográficos: "Guitars From Nothing", "Vol.1", "Vol.2 - Quando a Alma Não é Pequena" e "Lusitânia Playboys".




Peltzer




O último concerto do Palco Secundário, desta noite, ficou a cargo de Peltzer. A banda de Tomar tocou cerca de vinte e cinco minutos. Rui Gaio é o vocalista. "Sugar & Meals", é a faixa presente na colectânea "Novos Talentos FNAC 2009".





Deolinda




Deolinda a encerrar a primeira noite de concertos. Tocam durante cerca de setenta minutos, vários temas de "Canção ao Lado", primeiro álbum da banda, e ainda alguns temas novos. Da banda lisboeta, faz parte: Ana Bacalhau (voz), Zé Pedro Leitão (contrabaixo), Pedro da Silva Martins e Luís José Martins (guitarras clássicas).

vídeo:
"Clandestino"

2 comentários:

Sabar disse...

... belos registos de um festival simplesmente alucinante amei amei amei assisti ao ultimo dia, noite do concerto de mão morta e só pensava ainda bem que vim ... adorei o som muito à frente!

viva o rock português !

adriana boiça silva. disse...

obrigada.
foi um festival muito bem passado.
para o ano há mais.
beijinhos.