couple coffee - salão brazil, coimbra - 29.01.2011

CoupleCoffee01

CoupleCoffee02

CoupleCoffee03

CoupleCoffee04

CoupleCoffee05

CoupleCoffee06

CoupleCoffee07

CoupleCoffee08

CoupleCoffee09

Os Couple Coffee estiveram no Salão Brazil, em Coimbra, no dia 29 de Janeiro, a propósito do seu quarto disco: "Quarto Grão".


"Couple Coffee é o casamento musical de Luanda Cozetti e Norton Daiello, artistas brasileiros residentes em Portugal. Ela faz tudo o que quer com a voz. Ele sola, acompanha, e mais do que isso: seu baixo canta. Dessa alquimia resulta uma música espantosa, original e sofisticada. A comunicação com o público é imediata. Não há quem fique indiferente a tanto virtuosismo", começa assim o texto de apresentação desta banda brasileira e, só podemos concordar: Luanda canta e encanta.


01
O disco de estreia foi editado em 2005 e chama-se "Puro". Começou a ser gravado no Rio de Janeiro mas foi em Portugal que finalizaram todo o trabalho de gravação. Destacam Noel Rosa e contam com várias participações de músicos portugueses, como Vitorino, Jorge Palma, Gabriel Gomes, Sérgio Costa e J.P. Simões.


02Em 2007 convidaram Sérgio Zuraswky, guitarrista, e Ruca Rebordão, percussionista, para integrar o projecto Couple Coffee & Band. Com esta formação, gravaram "Co'as Tamanquinhas do Zeca", o segundo trabalho discográfico, onde prestam uma homenagem a Zeca Afonso. No myspace podemos ler que este disco "mergulha no cancioneiro de José Afonso, o cantor e compositor que revolucionou a música portuguesa. Da canção política aos temas do mais puro lirismo, em arranjos contemporâneos. Vinte anos depois de sua morte, a obra do Zeca transpõe fronteiras e soa actualíssima".

03
Um ano mais tarde, decidiram comemorar o cinquentenário da Bossa Nova com "Young & Lovely - 50 Anos de Bossa Nova", o terceiro trabalho, gravado ao vivo no MusicBox, em Lisboa, nos dias 1 e 2 de Março de 2008.



04"Quarto Grão", o último álbum tornou-se o primeiro disco de originais. Estreando-se Luanda Cozetti como letrista, contando com a ajuda de Tiago Torres da Silva. Eles explicam que esta nova aposta de um álbum original deve-se ao facto de: “Na nossa carreira, até agora, o grande objectivo era o de dar uma nova roupagem a temas que todo o mundo conhece, da Bossa Nova a Zeca Afonso. A julgar pela crítica e pelo carinho do público posso afirmar com certeza que o trabalho desenvolvido até ao momento é de qualidade inegável. Mas precisávamos de um novo desafio, de mostrar ao público que não somos uma banda de arranjos, mas sim um quarteto de músicos talentosos e originais. Há muito que o público, quer em concerto, quer na rua, vinha pedindo esse disco”. Contam ainda com as participações de JP Simões, Sir Scratch, José Peixoto, José Salgueiro, Múcio Sá e Scheriff.

Como disse Nuno Pacheco (Público): “Tudo, nesta filigrana de contidos e inteligentes recursos, exibe um brilho de novidade que nos faz ouvir com outros ouvidos a onda de Jobim e Gilberto”. Foi um "bom momento de música, talento e simpatia", como se espera sempre que se vai a um concerto destes senhores, já que as músicas nos cativam e a alegria é contagiante.

2 comentários:

Ruca disse...

Adriana, que belas fotos cheias de emoção.
Um beijo e obrigado,
Ruca Rebordão

adriana boiça silva. disse...

Obrigada eu, pelo belíssimo concerto.
Até uma próxima!
Beijo, A. *