david fonseca - FATACIL - lagoa, algarve - 24.08.2010

DavidFonseca01


DavidFonseca02

DavidFonseca03

DavidFonseca04

DavidFonseca05

DavidFonseca06

DavidFonseca07

DavidFonseca08

DavidFonseca09

DavidFonseca10

DavidFonseca11

Na passada terça-feira, dia 24, David Fonseca esteve na 32ª Feira de Artesanato, Turismo, Agricultura, Comércio e Indústria de Lagoa (FATACIL).
David Fonseca é natural de Leiria. "Melómano assumido, considera-se um músico numa procura constante de novas soluções e de novos sons. Cada novo disco editado torna-se num acontecimento mediático, mas o músico ainda se surpreende quando alcança o topo", referiu Marta Poiares da Rua de Baixo.


silence4O seu nome é indissociável ao da banda a que deu voz, os Silence 4, com Sofia Lisboa, Tozé Pedrosa e Rui Costa. Em 1998, surgiu o disco de estreia "Silence Becomes It", que incluía canções como "Borrow", "My Friends" e "A Little Respect" que se tornou num dos fenómenos musicais do ano.

images
O segundo álbum de originais: "Only Pain Is Real" é editado em 2000. Um ano depois, os Silence 4 efectuaram a sua última digressão, tendo em 2002 encerrado a sua actividade definitivamente.



75982David Fonseca estreia-se a solo com o seu primeiro disco, "Sing Me Something New" em 2003, onde explora novas facetas de compositor e intérprete: toca praticamente todos os instrumentos deste disco. "Someone That Cannot Love", foi o primeiro single e atingiu o número um do airplay nacional. Para promover o álbum, David Fonseca realizou concertos em vinte universidades do país, uma acção inédita em Portugal, segundo consta no seu site.


Humanos

Em 2004, David participa no projecto Humanos, dando voz a temas inéditos de António Variações ao lado de Manuela Azevedo e Camané.




david_fonseca-our_heart_will_beat_as_oneO segundo disco a solo, chega em 2005, intitulado de "Our Hearts Will Beat As One".
Fruto de uma longa temporada de composição, onze temas são escolhidos entre as dezenas de canções que rodearam a feitura deste disco. O disco atingiu o primeiro lugar no top nacional logo após o seu lançamento e foi considerado pelos media como o melhor álbum pop do ano. Os singles retirados do álbum rapidamente se transformaram em temas emblemáticos da carreira de David Fonseca, como: "Who Are U" e "Hold Still" (site).


cover_dreams_in_colour_david_fonsecaEm Julho de 2007, David Fonseca publicou online a canção "Superstars II", single de avanço de "Dreams In Colour" (Disco de Ouro), tendo como suporte um videoclip realizado pelo próprio.
Nesse mesmo ano, foi convidado a participar no Festival South By Southwest em Austin, Texas, onde apresentou o seu último trabalho a solo, acompanhado apenas da sua guitarra e de uma loop station.

"Dreams In Colour" tem lá dentro o mundo de David Fonseca mas, desta vez, "mais positivo e enérgico, com as visões e sensações de um optimista cauteloso e realista. Fala na capacidade de errar, na competição, na vida em digressão, nos fantasmas da solidão ou no mito da inspiração", referiu o blog Casa das Artes.
"Se a inspiração existisse, bastava pegar no meu objecto de inspiração e fazer canções, mas não é assim", sublinha o autor. "Para o músico, a motivação para as canções está muito mais nas pequenas coisas do que na música que ouve ou nos filmes que vê".

257497
No final de 2008 foi editado o seu primeiro DVD - "12.04.08 Coliseu - Dreams In Colour Live", que entrou directamente para o primeiro lugar e, uma semana após a sua edição, recebeu o galardão de Ouro.





c_4167441O seu novo trabalho de originais, "Between Waves", viu a luz do dia a 2 de Novembro de 2009, quando já todos conheciam "A Cry 4 Love", o primeiro single deste quarto disco, que foi composto e escrito na íntegra por David Fonseca (Little David Boy), à semelhança do que aconteceu no primeiro disco a solo "Sing Me Something New".
"Between Waves" é, para David Fonseca, a reconstrução do presente, onde surgem alguns pedaços de memórias que a pouco e pouco se vão juntando: "É mais introspectivo do que o anterior, "Dreams in Colour", mas não necessariamente melancólico. É um olhar para trás, uma espécie de ressaca da festa". Desde sempre ligado ao mundo da fotografia, David Fonseca "ilustra" este álbum com a imagem de uma praia no momento em que a onda rebenta no corpo: "Como faço muitas digressões, acontece-me acordar sem saber onde estou. É como levar com uma onda", conta o música a Marta Poiares (Rua de Baixo).


amaxinfcatsDavid criou uma comunidade online, com sede em www.davidfonseca.com, a que chamou "Amazing Cats Club", não fosse ele um apaixonado por gatos, que permite aos seus membros o acesso a conteúdos desenvolvidos pelo artista e em condições especiais - músicas inéditas, vídeos exclusivos, webcasts, fotos, download de concertos, etc. "Permite, acima de tudo, o diálogo com quem está do outro lado, podendo funcionar até como tubo de ensaio", referiu o músico.



David Fonseca, ao vivo, faz-se acompanhar por Ricardo Fiel, Nuno Simões, Sérgio Nascimento, Paulo Pereira e, recentemente, Francisca Cortesão, mais conhecida como Minta, juntou-se aos rapazes. "A Francisca tem um talento musical incrível e não tive dúvidas em escolhê-la para pertencer à minha banda. Trouxe um lado mais folk e country a algumas das vocalizações e os concertos têm sido incríveis com ela do nosso lado", disse David Fonseca numa entrevista à MTV.

Abriu o concerto com "Walk Away When You're Winning" e "Owner Of Her Heart", duas faixas presentes no seu último trabalho "Between Waves".
"Everybody's Gotta Learn Sometimes" foi a primeira cover da noite, da autoria dos The Korgis. Como toda a gente sabe, David gosta de recriar músicas de outros artistas. "Não há um grande método. Pego em canções que me motivam e que possa achar interessante dar uma outra roupagem e atiro-me sem medos. Por vezes são selecções mais estranhas do que outras, mas existe sempre um motivo ou história pessoal por detrás de cada escolha", contou à MTV.
Mais duas de "Between Waves": "A Cry 4 Love" e "Morning Tide", para a seguir "Kiss Me, Oh Kiss Me" de "Dreams in Colour". "Time After Time", de Cindy Lauper, foi a introdução de "Someone That Cannot Love", do primeiro trabalho "Sing Me Something New", de 2003.
Não esqueceu o projecto Humanos e passou por "Gelado de Verão", único tema cantado em português durante o concerto. "Our Hearts Will Beat As One" foi o tema que se seguiu.
"The Roof Is On Fire" foi a introdução de "Stop 4 Minute", cujo vídeo conta com a assinatura do próprio que, como explicou à MTV: "A música é sempre a génese de qualquer conceito de um videoclipe e esta canção falava de excessos e de limites. Como tal, a ideia era trazer esse excesso para um universo visual e que pudesse jogar com esses limites de forma simples e directa. Acabei por optar em fazer um jogo físico entre duas personagens, onde contei com a ajuda preciosa da Rita Lino, o meu contraponto neste vídeo".
De seguida, mais uma do novo disco: "There's Nothing Wrong With Us".
Passou também pelos Silence 4 e tocou-nos com "Angel Song". Sempre muito comunicativo, como é costume, vai contado as histórias das canções.
Quase a terminar, "Superstars" e "Girls Just Wanna Have Fun" de Cindy Lauper.
Fecha com "The 80'S" e "This One's So Different".
O público pediu mais. Ele voltou com a sua equipa e tocou "Sabotage", "This Raging Light" e "Silent Void".
Como referiu numa entrevista à MTV: "Quero mais uma vez agradecer a todos aqueles que largam a rotina das noites e se juntam ao concertos que damos por todo o país, é sempre bom ver as vossas caras sem ser através de um ecrã de computador". Sim, largámos a rotina e juntámo-nos a ele, no concerto. E que belo concerto.

2 comentários:

Rita disse...

Adoro a primeira foto!
David <3

adriana boiça silva. disse...

Obrigada, querida Rita! :) *